sexta-feira, 27 de maio de 2011

Brincadeira de mesa de bar

A mesa de bar é famosa pelas discussões sobre futebol, fofocas sobre a vida dos outros e muitas conversas polêmicas. Mas, outra coisa muito comum nas rodadas de chopp são os joguinhos. Muitos deles para incentivar algum amigo a tomar um shot de uma bebida mais forte ou finalizar aquele copo de chopp que estava na mesa. Quem nunca foi vítima ou promotor de uma brincadeira dessas?

Dentre vários passatempos de mesa de bar, seja de trava língua ou rapidez na atenção e no raciocínio, estão as brincadeiras de pura sorte. Uma dessas brincadeiras é a do “palitinho”. A dinâmica do jogo é simples e só fica divertida se você estiver no meio dela. Simples assim: Vários pedacinhos de palitos de fósforo ou de dentes são picotados e distribuídos entre os jogadores. Cada jogador fica com uma quantidade “x” para si, mas pode escolher quantos vai esconder dentre os punhos cerrados naquela rodada. A rodada começa e cada jogador coloca as mãos fechadas no centro da mesa. Quem acertar o número de palitos que está nas mãos de todos os jogadores, ganha. O que parece uma brincadeira de quem já tomou um pouquinho a mais, surgiu... na mesa dos cafezinhos.



Há muitos anos, pelas ruas das cidades, especialmente, pelas ruas do Centro Histórico de Santos, surgiram muitos cafezinhos. Era o ponto de parada para relaxar, falar de futebol, fofocar sobre a vida alheia e ter conversas polêmicas. E qualquer semelhança não é mera coincidência. As mesas dos cafés era uma verdadeira mesa de bar. E foi nessas mesas de cafezinho que se começou a jogar, como é conhecido em Portugal, a “porrinha”, que nada mais é que o tal do jogo dos palitinhos.

A brincadeira era sempre feita ao final do encontro... quem errasse o número de palitos, pagava a conta.

Pronto! Você já tem uma história boa para contar no happy-hour dessa sexta-feira... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário